História

AFC logonovo

O Académico nasceu em Setembro de 1911 e desde cedo se constituiu como uma instituição de referência na cidade - um clube eclético, inovador e vencedor. A cronologia que a seguir se apresenta recorda-nos os melhores momentos da história do AFC.

 

O Académico Futebol Clube foi fundado por um grupo de estudantes do Liceu Alexandre Herculano em 15 de Setembro de 1911.

Na primeira metade da sua existência, o Académico constituiu-se num clube de referência, perfeitamente identificado e integrado num contexto de desporto ainda muito circunscrito aos valores de génese desta actividade, idealizada e criada pela humanidade com objectivos lúdicos e de formação física e cívica e, portanto, essencialmente amadora.

Desenvolveu uma política de elevado ecletismo e foi decisivo na história de lançamento de diversas modalidades sendo, por isso, membro fundador de quase todas as Associações Desportivas do Porto e consequentemente das respectivas Federações.

Foi também clube precursor no que se refere às suas infra-estruturas desportivas, orgulhando-se de ter construído o primeiro campo de futebol relvado em Portugal. O Estádio do Lima, dotado também de duas pistas, uma para ciclismo e outra para atletismo, foi até aos anos sessenta uma das mais divulgadas e utilizadas estruturas desportivas do país, complementada ainda por duas quadras de ténis, um ringue para patinagem e hóquei em patins e um recinto para o basquetebol (o primeiro da cidade, onde se realizou em 24 de Maio de 1931 o primeiro jogo internacional, um Portugal vs. França, com vitória gaulesa por 34 - 9). Podemos assegurar, sem qualquer pretensiosismo, que o Estádio do Lima era à época indiscutivelmente um dos melhores complexos desportivos do país e da Península Ibérica.

A história dos cem anos, elaborada pelo insigne historiador da cidade do Porto, Hélder Pacheco, é reveladora da relevância do Académico no fomento e divulgação da causa desportiva nacional a partir da cidade do Porto.

Nem a perda do Estádio do Lima, nem a evolução relativamente rápida do desporto para parâmetros de exploração profissional que o Académico, decididamente, teve dificuldade em adoptar, se constituíram como factores de desânimo ou impedimento para a prossecução do percurso de um Clube sempre orgulhoso do seu passado, mas sobretudo muito focado no papel para que foi fundado e nos valores geneticamente puros da causa desportiva.

Assim, no início dos anos 60, o presidente Mário Navega preconiza a viragem e um futuro diferente. A construção do pavilhão do Lima, onde antes estava situado o “ringue”, era uma infra-estrutura moderna na época e um dos poucos pavilhões desportivos da nossa cidade (inaugurado a 29 de Maio de 1966). Passou a ser a “casa” das equipas da cidade, onde se realizavam todos os campeonatos nacionais de andebol, basquetebol e hóquei em patins. O atual pavilhão do Lima foi assim palco de um sem fim de utilizações, desportivas, culturais, políticas, de lazer e religiosas e é uma das infra-estruturas desportivas mais antigas da cidade e do país.

O século XXI tem sido marcado pelo empenho e determinação constante do Clube em prosseguir um caminho de inovação e resposta positiva às exigências actuais do mercado desportivo, nomeadamente na procura de soluções para a modernização das infra-estruturas do Lima. O ano de 2019 ficará assim como um marco histórico na vida de um Clube centenário - por fim, o Académico é hoje um Clube proprietário e viu ser aprovada pela Autarquia e por unanimidade, a cedência do direito de superfície por 50 anos dos prédios onde se localizam as instalações do Lima.

Estão assim criadas as condições para que possamos continuar a enriquecer a história do Clube com valiosas conquistas! 

História AFC 

Datas Importantes:

1911 O Capitão Neves Eugénio, com outros estudantes, celebra a escritura de fundação do Académico Futebol Clube, em 15 de Setembro, sendo o sócio n.º 1 e tendo como primeiro presidente Secundino Branco.

1923 Arrendamento da Quinta do Lima, onde foi construído o campo de futebol, pista de atletismo, pista de ciclismo e campo de basquetebol.

1924 Construção do campo de futebol.

1925 1º Atleta Internacional do AFC: Manuel Fonseca e Castro, jogador de futebol (Portugal 1 x 0 Itália, Estádio do Lumiar, Lisboa, em 18/06).

1927 Arrendamento do Palacete do Lima e jardins anexos, onde hoje se encontram as instalações desportivas e sociais do Académico.

1928 José Prata de Lima é seleccionado para representar Portugal nos Jogos Olímpicos de Amesterdão (Atletismo - 100m).

1930 Inauguração a 15/06 da primeira pista de ciclismo do país (velódromo). O Estádio do Lima tornava-se assim o mais completo e moderno estádio da Península Ibérica, com o seu campo de futebol relvado, pista de cinza para atletismo, o novo velódromo e um campo de basquetebol em terra batida (dos primeiros no país), para alem de um edifício de dois pisos, com os respectivos balneários e ainda com uma camarata para os atletas do ciclismo. O acesso ao campo de futebol fazia-se por meio de um túnel por baixo da pista de ciclismo.

1934 No Estádio do Lima disputa-se a 12/07 o primeiro jogo de futebol nocturno: Selecção do Porto 0 x 6 FC Porto.

1934/35 Na época 1934/35, o AFC disputa pela 1.ª vez o Campeonato Nacional da 1.ª Divisão, em futebol.

1945 1º título de uma modalidade desportiva colectiva - Andebol de 11 / Juniores - com a vitória por 4 x 2 sobre o SL Benfica na final de 28/07, no Campo da Aliança em Lisboa.

1947 O conceituado filme português “O Leão da Estrela” é rodado nesse ano, tendo como pano de fundo filmagens efectuadas no Estádio do Lima, num jogo entre o FC Porto e o Sporting CP.

1952 Nos Jogos Olímpicos de Helsínquia, o Académico FC faz-se representar pelos atletas Eugénio Lopes (Atletismo, triplo salto), Seara Cardoso e Araújo Leite (Ginástica) e o dirigente Ruy Navega (então o sócio n.º 1  do Clube).

1955 José Manuel Ribeiro da Silva vence a sua 1.ª Volta a Portugal em bicicleta (o Académico ganha também por equipas).

1956 A equipa de Ciclismo do Académico Futebol Clube, liderada por J.M. Ribeiro da Silva, ganha colectivamente a Volta a Portugal.

1957 José Manuel Ribeiro da Silva vence a sua 2.ª Volta a Portugal em bicicleta.

1965 Em 09/09, regressa à presidência do Clube Mário Navega, que dá inicio à reestruturação (revolução) desportiva do AFC.

1966 Inauguração do Pavilhão Gimnodesportivo do Académico, em 29/05 - Pavilhão do Lima (pavilhão "A").

1972 1ª (das 5) conquista da Taça de Portugal de Basquetebol Feminino, na final de 03/06 disputada no Pav. de Aveiro (AFC 66 x 59 Académica de Coimbra).

1972 Inauguração do Pavilhão "B" do Lima, em 03/06, construído para fazer face à crescente necessidade de proporcionar mais tempo de treino às modalidades de andebol, basquetebol e hóquei em patins.

1975 Na época de 1974/75 a equipa sénior de Basquetebol Feminino sagra-se Campeã Nacional da 1.ª Divisão, ao derrotar o SL Benfica no pavilhão da Luz.

1991 A equipa sénior masculina de Andebol sagra-se Campeã Nacional da III Divisão (época 1990/1991).

1996 1.º Título Nacional de Hóquei em Patins (III Divisão).

1999 Campeã Nacional de Basquetebol Cadetes Femininas (época de 1998/99).

2001 A equipa sénior masculina de Andebol sagra-se Campeã Nacional da III Divisão (época 2000/2001).

2014 Campeão Nacional de Andebol Iniciados masculinos (época 2013/2014).

2015 Demolição do Ginásio – Multiusos, que já não oferecia condições de segurança para qualquer tipo de actividade desportiva ou social. Havia sido inaugurado em 03/06/1972, juntamente com o pavilhão “B”.

2015 Colocação de um piso novo (madeira) no pavilhão “B” em 10/04, com a presença das equipas de Veteranos e Seniores de Hóquei em Patins do FC Porto.

2019 A Câmara Municipal do Porto aprova, por unanimidade, a concessão do direito de superfície ao Académico Futebol Clube dos prédios do Lima, por um período de 50 anos.